Em Santos, Marinha japonesa relembra chegada do Kasato-Maru

Cerca de 300 pessoas participaram da recepção; outras atrações estão programadas para o restante do dia

Rejane Lima, O Estado de S.Paulo

18 de junho de 2008 | 11h42

As comemorações dos 100 anos da imigração japonesa no Brasil começaram cedo nesta quarta-feira em Santos. Às 7h30 da manhã foi feita uma homenagem junto ao monumento aos Imigrantes Japoneses, inaugurado há exatos 10 anos na Praia do Boqueirão. O ponto alto da festa, no entanto, foi a chegada dos navios Kashima, Asagiri e Umigiri ao Porto de Santos, para celebrar o aniversário da chegada do navio Kasato-Maru, em 1908, com o primeiro grupo de 781 japoneses.   Veja também: Fotos da comissão japonesa chegando ao País  Lula recebe príncipe japonês para comemorar imigração Lula propõe a príncipe japonês aumento de negócios bilaterais   Foto: Patrícia Santos/AE   Cerca de 300 pessoas compareceram à recepção das embarcações no armazém 30 do cais santista. Integrantes da colônia japonesa e autoridades carregavam bandeirinhas do Brasil e do Japão para saudar os marinheiros. A Associação Japonesa de Santos mandou confeccionar uma faixa com cerca de 4,5 metros com os dizeres em japonês "Bem-vindos todos os tripulantes da Fragata da Marinha Japonesa". O navio Kashima atracou pontualmente às 9 horas.   Ao som de tradicionais canções brasileiras como Aquarela do Brasil e Brasileirinho, tocadas pela banda da 1.ª Brigada de Artilharia Antiaérea do Exército, o prefeito de Santos, João Paulo Tavares Papa (PMDB) e o Capitão dos Portos do Estado de São Paulo, Afrânio de Paiva Moreira Junior, subiram a bordo do navio Kashima, acompanhados do Comandante da Esquadra de Treinamentos do Japão, Chikara Inoue.   Com um forte esquema de segurança montado pelas polícias Federal, Civil e Militar, além da Guarda Portuária, a festa não teve incidentes. Autoridades da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Sabesp, Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), prefeitura e Câmara Municipal de Santos também compareceram ao evento, que contou ainda com os tradicionais discursos, hinos nacionais do Brasil e do Japão (tocado pela banda da Marinha Japonesa) e troca de presentes entre o prefeito de Santos e o comandante da frota.   Outras atividades estão programadas para o restante deste dia, 100 anos depois de o navio Kasato-Maru ter atracado no armazém 14 do Porto de Santos, trazendo os primeiros 781 imigrantes japoneses que chegaram ao Brasil. No sábado, o Kashima será aberto à visitação pública e os tripulantes tomarão parte no desfile oficial, que terá a presença do príncipe herdeiro Naruhito.   Atualizado às 15 horas

Tudo o que sabemos sobre:
centenário da imigração japonesa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.