Em quase 5 meses, 16 mil denúncias por torpedos

Outro serviço oferecido pelo Metrô por meio dos telefones celulares, o SMS-Denúncia registrou, de 26 de janeiro, quando foi lançado, até o último dia 14, 16.094 torpedos de passageiros relatando irregularidades cometidas nas estações e dentro dos trens. As mensagens de texto - pagas - são enviadas para o número 7333-2252.

Caio do Valle, O Estado de S.Paulo

21 de junho de 2011 | 00h00

Só na segunda semana de junho, foram 559 torpedos encaminhados ao Metrô. Com 116 casos, a prática de comércio informal foi o problema mais apontado pelos passageiros, seguido de presença de pedintes (80 torpedos). Barulhos provocados por aparelhos sonoros e mensagens informativas, sem denunciar algum ato que caracterizasse crime ou contravenção, somaram 63 textos cada. Já reclamações sobre pessoas embriagadas resultaram em 43 denúncias. Outras 53 mensagens não tinha nexo ou vieram em branco, segundo dados da companhia.

Questionado pela reportagem, o Metrô não informou a quantas prisões, detenções e apreensões o serviço já levou desde que começou a funcionar. Segundo a assessoria de imprensa, "o Departamento de Segurança ainda não adiantou essa informação". Também não foram divulgadas quais estações e linhas tiveram o maior número de denúncias. Por dia, o Metrô recebe, em média, 115 SMSs.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.