Em Olinda, histórico Alto da Sé passa por revitalização

Reforma, que deve ser concluída no fim do ano, vai ressaltar locais hoje escondidos, como o Horto Del Rey

Angela Lacerda / OLINDA, O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2010 | 00h00

Ponto turístico mais visitado de Pernambuco, o Alto da Sé, em Olinda, passa por um processo de reordenamento que deve ser concluído no fim do ano e vai deixar à mostra belezas e preciosidades hoje encobertas pela poluição visual que marca o largo. "O Alto da Sé vai se transformar em um polo de turismo qualificado em todos os aspectos", afirma a secretária municipal de Patrimônio e Cultura, Márcia Souto. "É uma obra de impacto."

Lojinhas de artesanato situadas em área invadida ao lado da Igreja da Sé - do século 16, a segunda mais antiga do Brasil - tiram a visão do Horto Del Rey, o segundo horto botânico do País, criado em 1811 com 9,5 hectares. Quem vai ao local desconhece sua existência.

Mais de 30 barracas, dispostas desordenadamente, dão a sensação de sujeira e se espalham em parte do largo, que também abriga o Observatório Astronômico e o Museu de Arte Sacra.

O projeto de requalificação, investimento de R$ 4,5 milhões do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), inclui reordenamento do comércio - as lojinhas e as barracas serão transferidas para outro espaço, na mesma área - e fiação elétrica embutida. Muitos postes foram trocados por lampiões.

Dentro do espírito de integração arquitetônica e turística, o prédio da caixa d"água - responsável pelo abastecimento de parte da cidade -, uma edificação feia de 1936, espécie de prédio caixão de 20 m de altura que destoa da paisagem e se situa ao lado do Museu de Arte Sacra, terá nova função. Um elevador panorâmico será ali instalado para que o visitante contemple "a mais bela vista de Pernambuco", na avaliação de Márcia Souto: visão de 360 graus de Olinda e Recife.

As obras tiveram início em meados de 2008 e a previsão inicial era de conclusão em junho do ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.