Em Minas, já chega a dez o número de ônibus queimados

Mais cinco ônibus foram incendiados em Belo Horizonte entre a noite de domingo e a madrugada de ontem, todos estacionados em pátios. Em menos de duas semanas, dez já foram queimados na região metropolitana. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de que parte das ações foi ordenada de dentro da Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem. Os ataques ocorreram após a mudança da direção e uma varredura na penitenciária. Foram encontrados com os presos 16 celulares, 24 chips, 14 armas brancas e drogas.

Eduardo Kattah, O Estado de S.Paulo

10 de maio de 2011 | 00h00

Após o pente fino, agentes teriam relatado que foram ameaçados de morte por detentos que alegam pertencer à facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). "Coincidência ou não, após essa varredura começaram a colocar fogo em ônibus", disse o delegado Islande Batista, da Polícia Civil de Minas Gerais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.