Reginaldo Pupo/ESTADÃO
Reginaldo Pupo/ESTADÃO

Em madrugada fria, familiares e amigos velam oito mortos do acidente de ônibus

Velório de oito das 18 vítimas foi realizado em ginásio esportivo de escola municipal de Barra do Una, em São Sebastião

Reginaldo Pupo, Especial para O Estado

10 Junho 2016 | 08h53

SÃO SEBASTIÃO - Após aguardar por horas e enfrentar o frio de 8°C, familiares, parentes e amigos realizaram na madrugada e na manhã desta sexta-feira, 10, o velório de parte dos estudantes universitários mortos no acidente com o ônibus que tombou na Rodovia Mogi-Bertioga, deixando um total de 18 vítimas. O coletivo transportava os estudantes de Mogi das Cruzes, onde estudavam, para São Sebastião, no litoral norte, onde residiam.

A maior parte dos corpos - oito - foi velada no ginásio esportivo de uma escola municipal de Barra do Una. Ana Carolina da Cruz Veloso, de 21 anos, que cursava Psicologia, foi velada sozinha na quadra esportiva do bairro de Juqueí. Neste local, segundo a prefeitura de São Sebastião, inicialmente estavam previstos o velório de 11 vítimas, mas, ao longo da madrugada, familiares decidiram realizá-lo em outros locais e até em outras cidades, como São Paulo (Itaquera), Caraguatatuba, Itaquaquecetuba e em um município paranaense.

Os primeiros corpos começaram a chegar por volta das 23h30 de quinta-feira, 9, em Barra do Una. O último foi entregue no local às 2h30. Centenas de pessoas prestaram as últimas homenagens durante toda a fria madrugada. Muitos levaram cobertores para se proteger do frio.

Em Juqueí e Barra do Una alguns, familiares passaram mal e foram atendidos por equipes médicas que estavam de plantão. Alguns caixões estavam lacrados, por causa do estado dos corpos, e levavam as fotos das vítimas. 

Enterro. O enterro das vítimas do acidente será realizado a partir das 9h desta sexta-feira. O sepultamento será feito um a um, em um intervalo de 30 minutos, para não causar tumultos. Ainda há vítimas internadas em hospitais de Mogi das Cruzes, Guarujá, Bertioga, São Sebastião e São José dos Campos.

Solidariedade. O secretário de Segurança Pública, Mágino Alves Barbosa Filho, esteve nesta sexta-feira, 10, em Santos, no litoral sul paulista, e falou sobre o acidente com um ônibus no km 84 da Rodovia Mogi-Bertioga que matou 17 estudantes e o motorista na noite de quarta-feira, 8. Ele lamentou a tragédia.

"Fui professor em universidades de Mogi das Cruzes faz muito tempo, mas já naquela época eu acompanhava o esforço dos alunos que moravam no litoral norte e, pela falta de universidades por lá, estudavam em Mogi", disse. "Nós temos de lamentar e transmitir esse sentimento às famílias da vítimas", comentou o secretário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.