Em greve, GCM vai tentar acordo no TRT-SP na terça

Guardas que aderiram ao movimento grevista fizeram nova manifestação em frente à Prefeitura

Priscila Trindade, Central de Notícias

27 de agosto de 2009 | 16h25

Os guardas civis metropolitanos de São Paulo tentarão fazer um acordo com a Prefeitura no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 2ª Região durante uma audiência de conciliação marcada para a próxima terça-feira, segundo o Sindicato dos Guardas Civis Metropolitanos da Cidade de São Paulo (Sindguarda).

 

Até a tarde desta quinta-feira, 27, a Prefeitura não havia atendido às reivindicações de aumento salarial de 17,40% e melhores condições de trabalho dos grevistas e se recusou a se reunir com os profissionais. Os guardas civis fizeram uma assembleia no início desta tarde e decidiram continuar em greve até que haja negociação.

 

Desde às 7 horas, guardas civis que aderiram ao movimento se concentravam no Viaduto do Chá, no centro de São Paulo, em frente ao gabinete do prefeito Gilberto Kassab, em protesto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.