Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Em gravação, ex-fiscal brinca sobre propina que recebe de colega

Áudio mostra detalhes da prisão do ex-auditor fiscal Luís Alexandre Cardoso de Magalhães, cujo flagrante foi relaxada por um juiz

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

23 Junho 2015 | 20h22

SÃO PAULO - Escutas obtidas pela TV Globo no dia da prisão em flagrante do ex-auditor-fiscal Luís Alexandre Cardoso de Magalhães, ex-integrante e delator da Máfia do Imposto Sobre Serviços (ISS), mostram o auditor fazendo piada com a propina que recebeu do também auditor Carlos Flavio Moretti Filho, que pagava para não ser delatado pelo fiscal.

O áudio mostra que, quando vê que os R$ 70 mil que exigiu de Moretti estava em um pacote de chocolate, Magalhães brinca: “Eu não pedi chocolate. Eu pedi dinheiro”, diz a gravação, exibida no SPTV na noite desta terça-feira, 23. As imagens foram feitas no Bar do Berinjela, na Praça 20 de Janeiro, no Tatuapé, na última quarta-feira, dia 17.

Magalhães foi libertado da prisão em flagrante por decisão do juiz Marcos Vieira de Morais, do Departamento de Inquéritos Policiais (Dipo) de São Paulo. Para o juiz, só seria flagrante a prisão caso o ex-fiscal fosse detido quando estava pedindo a propina, não cobrando. A juíza Luciene Jabur Mouchaloite Figueiredo, da 21.ª Vara Criminal da capital também deixou o fiscal solto: ela rejeitou pedido de prisão feito pelo promotor de Justiça Roberto Bodini, que lidera as investigações contra a máfia.

O Ministério Público Estadual prepara um recurso à negativa de prisão preventiva feita pela juíza Luciene. O argumento é que, livre, o fiscal atrapalha o curso do processo contra a máfia do ISS, que já é alvo de quatro inquéritos no Fórum Criminal da Barra Funda. 

O Estado não conseguiu falar com o criminalista João Ramacciotti, defensor  de Magalhães, até as 20h20 desta terça-feira. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.