Em enredo sobre Abraão, dança judaica entra no ritmo do samba

Uma apresentação multicultural na Assembleia Legislativa levou a outra, bem mais ecumênica, no sambódromo. O grupo de dança israelense capitaneado na Congregação Israelita Paulista (CIP) pela professora Lia Levin, de 25 anos, ensaia para abrir alas na Pérola Negra.

, O Estado de S.Paulo

04 Março 2011 | 00h00

O convite partiu do diretor de Marketing da escola, Jairo Rozen. Com o enredo Abraão, O Patriarca da Fé, os 57 alunos vão apresentar a "hora", dança de origem romena, em ritmo de samba. "Tem movimentos de braços muito parecidos. O difícil é cantar, dançar e andar", diz Lia, ao orientar a turma vestida de bata branca debruada de azul e dourado.

À frente vem o cantor e ator Abraham Gilbert, animado. "É preciso dar o passo na hora certa, senão me atropelam."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.