Em Areal, carro de som alertou e salvou moradores

Na ausência de outras formas de alertar a população, a Prefeitura de Areal usou carro de som com uma gravação do prefeito pedindo para que todos saíssem da área de risco. "Se usássemos rádio ou televisão, correríamos o risco de nem todos ouvirem ou assistirem", diz o prefeito Laerte Calil de Freitas. A cidade teve o centro e quatro bairros alagados. Cerca de 80 casas foram destruídas e 420 famílias estão desabrigadas, mas ninguém morreu na tragédia.

Renato Machado, O Estado de S.Paulo

17 Janeiro 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.