JF DIORIO /ESTADÃO
JF DIORIO /ESTADÃO

Em ano de crise, São Paulo reinventa decoração de Natal

Prefeitura abriu chamamento para que patrocinadores ajudem a adornar os principais pontos da cidade, mas, até agora, só um respondeu e a tradicional árvore do Ibirapuera foi garantida

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

10 Dezembro 2016 | 18h30

Criatividade foi a palavra de ordem para manter a decoração de Natal e eventos natalinos neste ano sem sofrer com o impacto da crise econômica. Há 15 anos utilizando materiais reciclados para a montagem de sua fachada e do presépio, o Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, região central, resolveu cortar gastos.

“Está bem mais simples do que no ano passado, porque a gente economizou. Ficou 50% mais barato e, pela primeira vez, vamos reutilizar as figuras do presépio do ano anterior, mas renovamos as roupas”, diz Vilma Peramezza, síndica do Conjunto Nacional e presidente da Associação Paulista Viva.

Foram feitas arandelas com CDs e outros materiais reciclados. A iniciativa inspirou o Colégio São Luís, que, em parceria com o condomínio, decorou a escola e a Paróquia São Luís Gonzaga com as peças e ainda apresentou a importância da sustentabilidade para os alunos. “Em vez de gastar com uma decoração contratada, trabalhamos a consciência ambiental”, afirma o padre Geraldo Lacerdine, diretor de Humanística do Colégio São Luís. 

Cerca de 2 mil pessoas, entre alunos e funcionários da escola, ajudaram na montagem. “Eu enfeitei alguns copos e aprendi mais sobre reciclagem”, conta a estudante Maria Luisa Morello, de 9 anos.

O Natal Iluminado, iniciativa da Associação Comercial de São Paulo, também será reduzido e vai se concentrar apenas na Avenida Paulista em 2016. “Nós tivemos muitas incertezas e as atividades só vão começar no dia 17. Para caber no prazo curto, fizemos um blackout nos vitrais da paróquia para atrair pessoas também durante o dia”, diz Gui Afif, diretor-geral do evento. 

Prefeitura reduz enfeites nas ruas

Ano após ano, a decoração de rua de São Paulo foi perdendo o brilho. Neste ano, a Prefeitura abriu chamamento para que patrocinadores ajudem a adornar os principais pontos da cidade, mas, até agora, só um respondeu e a tradicional árvore de Natal do Ibirapuera foi garantida.

O enfeite do parque é novamente patrocinado pela Coca-Cola. “A empresa ainda faz a Caravana de Natal (carretas iluminadas). A árvore tem o mesmo tamanho do ano passado e foi inaugurada no dia 26. Não houve nenhum outro êxito no chamamento até o momento”, informou, em nota, a SPTuris.

No ano passado, outras atrações começaram a ser lançadas logo no início de dezembro, como a iluminação na Vila Madalena e no Parque Trianon.

Os ônibus iluminados com LED, sucesso por onde passam, estão garantidos. Segundo a SPTrans, 33 veículos vão circular por todas as regiões da cidade até o fim do mês. No dia 23 será possível fazer um passeio gratuito nos veículos, saindo da Praça Charles Miller, no Pacaembu, às 19 horas. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.