Em 8 meses, 5 placas de inauguração

Todas as obras entregues no parque têm nomes do governador, da primeira-dama e do prefeito

Rodrigo Burgarelli, O Estado de S.Paulo

07 Dezembro 2010 | 00h00

Além das obras inauguradas em sua curta gestão, o governador Alberto Goldman (PSDB) deixará uma outra herança aos frequentadores do Parque da Água Branca: as placas. Em oito meses no cargo, Goldman colocou seu nome em ao menos cinco placas de inauguração em locais diferentes que passaram por reforma.

Os retângulos metálicos, sempre dispostos em pedestais próprios, mostram o que foi inaugurado de junho para cá: "Ampliação da Praça de Exercício do Idoso", "Espaço Piquenique", "Espaço Cultural Tattersal", "Trilha do Pau Brasil" e "Espaço Praler". Em todos constam os nomes do governador, do prefeito Gilberto Kassab (DEM), da primeira-dama Deuzeni Goldman e de algum secretário. No "Espaço Praler", há até erro de digitação - Andrea Matarazzo é identificado como "Secretário "de Estado de Estado" da Cultura".

Para o presidente do Preserva São Paulo, Jorge Eduardo Rubies, é um exagero colocar tantas placas. "Alguns desses lugares até já existiam antes, como o Espaço Praler, onde só colocaram meia-dúzia de cadeiras e uma placa nova."

A reportagem percorreu todo o parque e encontrou outras três placas: duas da gestão Geraldo Alckmin (2003-2006) e uma de Júlio Prestes de Albuquerque (1927-1929), quando o local foi aberto. O governo afirmou que "todos os espaços revitalizados, ampliados e adaptados receberam placas porque foram inaugurados pelo chefe do Executivo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.