Em 2011, PT fez oposição à obra

Aprovada em sessão da Câmara Municipal de julho de 2011, a mudança na Operação Urbana Água Espraiada que permitiu a construção de um túnel de 2,3 km na zona sul teve forte objeção da bancada do PT na Câmara Municipal, principalmente do então vereador Antonio Donato (PT), hoje homem forte da gestão Fernando Haddad.

O Estado de S.Paulo

03 de julho de 2013 | 02h06

A mudança foi aprovada por 39 votos favoráveis e 15 contrários. Além do túnel, o novo projeto estabeleceu mudanças nos bairros do Itaim-Bibi, Campo Belo e Jabaquara. Entre as reformulações, estavam a abertura de vias ao longo do Córrego Água Espraiada, desde a Avenida Lino de Moraes Leme até as proximidades da Rua Leno, consistindo em uma via parque, com duas vias laterais. Toda essa parte do projeto foi mantida.

Outra mudança mantida pelo atual governo é a abertura de duas vias laterais de distribuição de tráfego local, desde a Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini até a Avenida Washington Luís.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.