Em 2011, linha teve 7 mortes

Em julho do ano passado, um turista francês desequilibrou-se quando andava no estribo e morreu, depois de despencar dos Arcos da Lapa, a uma altura de 17 metros. No mês seguinte, o bonde descarrilou - seis pessoas morreram e 56 ficaram feridas. Desde então, o bonde amarelo, que se tornou símbolo do bairro, deixou de circular. Uma vistoria do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio (Crea) revelou que, no lugar de um parafuso, um pedaço de arame prendia uma peça perto do freio.

O Estado de S.Paulo

03 Abril 2012 | 03h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.