Em 2010, 35% da frota não fez por inspeção veicular em São Paulo

Maioria dos veículos que não passaram pelo teste é de motos e caminhões; dos que fizeram, 96,2% foram aprovados

Marília Lopes, Central de Notícias

15 Fevereiro 2011 | 10h02

SÃO PAULO - Mais de um terço da frota de veículos de São Paulo que deveria fazer a inspeção ambiental veicular não realizou a verificação em 2010, segundo balanço divulgado pela Controlar. A frota alvo era de 4.704.407 veículos e 1.640.925 - quase 35% - não realizaram a inspeção. Os veículos que não realizam a inspeção têm o licenciamento bloqueado e podem receber multa de R$ 550.

 

Dos veículos que realizaram a inspeção, 23,55% foram reprovados na primeira vez e 9,81% na segunda vez. Os veículos que não são aprovados na primeira inspeção têm 30 dias para fazer a manutenção em uma oficina mecânica e agendar uma nova verificação, sem que seja cobrada nova tarifa. Caso sejam reprovados pela segunda vez é preciso pagar a taxa de inspeção novamente. No total, 96,2% dos veículos que realizaram a inspeção foram aprovados.

 

A maior taxa de abstenção a inspeção veicular foi registrada entre as motocicletas. Apenas 46,9% realizaram a verificação. Em seguida, vem os caminhões, cerca de 49,1% da frota alvo realizou a inspeção. O índice de menor abstenção foi dos automóveis, 98,3% da frota realizou a verificação.

 

Segundo o balanço da Controlar, dos veículos que foram licenciados em São Paulo em 2010, cerca de 3.387.000, 90,45% realizou a inspeção. Para efetuar a inspeção veicular de 2010 é preciso pagar uma taxa de R$46,40 além da tarifa da inspeção, com o valor de 2011, de R$61,98. O procedimento é feito no site da Controlar.

 

Os veículos com placa final 1 e 2 já podem agendar a inspeção veicular de 2011.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.