Em 2010, 1.600 deportados

Nos últimos anos, o Brasil foi alvo do maior número de deportações em aeroportos espanhóis entre todas as nacionalidades. Apesar das queixas do Itamaraty, pouco foi feito para rever essa situação. Em 2010, 1,6 mil brasileiros foram barrados na Espanha, sob a alegação de que tentavam entrar ilegalmente.

O Estado de S.Paulo

29 de fevereiro de 2012 | 03h05

Até agosto de 2011, esse número havia sido de 1.005. E o volume segue em queda, diante da decisão de brasileiros de não buscar empregos na Espanha. A média era de 140 pessoas por mês.

O endurecimento no tratamento dos brasileiros nas entradas na União Europeia causou uma série de transtornos. Pesquisadores brasileiros que estavam a caminho de um congresso foram deportados. Há casos de músicos com shows marcados e até crianças que chegaram a ficar 48 horas em aeroportos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.