Em 15 dias, lei para caminhões em SP gera 11,5 mil multas

Segundo CET, número de multas caiu em relação ao 1.º dia de restrição, em razão da adaptação dos motoristas

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

15 de julho de 2008 | 18h50

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) aplicou 11.525 multas na primeira quinzena da restrição de circulação dos caminhões na Zona de Máxima Restrição de Circulação (ZMRC). No primeiro dia, em 30 de junho, os 501 agentes da companhia emitiram 1.163 multas. Já no dia 14, o número despencou para 850 multas.   Veja também: Acompanhe a situação do trânsito rua-a-rua Entenda as novas medidas contra o trânsito  Conheça o histórico do trânsito na cidade  Prefeitura libera caminhões de terraplanagem no centro de SP   A queda no número de multas é atribuída pela CET à adaptação dos motoristas. Segundo a companhia, à medida que eles se acostumam às novas regras, o índice deve continuar caindo.   A partir de 28 de julho, a prefeitura implantará o sistema de rodízio para caminhões nas vias que delimitam o centro expandido. Com isso, os caminhoneiros terão que respeitar o mesmo sistema, que concilia o dia da semana com o final do número da placa, implantado há 10 anos para os carros.   A restrição não se aplica a caminhões do Corpo de Bombeiros, nem a guinchos, de produtos alimentares perecíveis, serviços públicos essenciais, correios e coleta de lixo. A partir desta data, os caminhões ficarão impedidos de circular no horário das 7 às 10 horas e das 17 às 20 horas.

Tudo o que sabemos sobre:
ZMRCCETcaminhões

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.