Em 11 dias, tiros de fuzis mataram três pessoas na capital

Em 11 dias, tiros de fuzis mataram três pessoas, entre elas uma criança de 7 anos, em ocorrências de roubo a caixas eletrônicos na capital. O caso mais recente é o do vendedor de pamonhas morto ontem.

, O Estado de S.Paulo

27 de abril de 2011 | 00h00

Com a invasão ao Ipê Clube, já são 35 casos de roubos de caixas eletrônicos contabilizados na Grande São Paulo em abril - 17 na capital. "O poder de fogo deles (ladrões) tem sido grande. Essas armas hoje podem até ser alugadas para fazer isso", diz o consultor de segurança Nilton Migdal.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.