Eletricista é suspeito de furtar 16 computadores da sede da Sabesp

Segundo a empresa, o homem, que seria terceirizado, teria confessado o crime; ele foi preso nesta segunda

Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

05 Agosto 2014 | 03h00

SÃO PAULO - A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira, 4, um homem acusado de ter furtado computadores da sede da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), em Pinheiros, zona oeste da capital paulista, durante a madrugada.

Segundo a própria concessionária, o suspeito é um eletricista de uma empresa terceirizada e teria confessado o crime. A polícia investiga o caso.

O Estado apurou que 16 computadores foram furtados, mas o número não foi confirmado nem pela Sabesp nem pela polícia. Segundo a empresa, os aparelhos já foram recuperados. O caso foi registrado no 14.º Distrito Policial (Pinheiros). 

No local, policiais disseram que apenas a Secretaria da Segurança Pública poderia dar informação sobre a ocorrência. Procurada às 19 horas desta segunda, a assessoria de imprensa da pasta não respondeu até as 23 horas.

A Sabesp é responsável pelo abastecimento de água de 364 das 645 cidades paulistas. Só na Grande São Paulo, são cerca de 20 milhões de clientes. Desde o início do ano, a companhia está mergulhada na crise hídrica iniciada com a seca no Sistema Cantareira, o maior manancial do Estado e que abastece cerca de 14 milhões de pessoas nas Regiões Metropolitanas de São Paulo e Campinas.

Prorrogação. Criado há seis meses para monitorar a seca histórica do Sistema Cantareira, o comitê anticrise liderado pela Agência Nacional de Águas (ANA) e pelo Departamento de Água e Energia Elétrica de São Paulo (DAEE) foi prorrogado até outubro de 2015. A decisão indica que os órgãos gestores do maior manancial paulista não vislumbram a recuperação dos reservatórios logo após o próximo período chuvoso.

No mês passado, ANA e DAEE já haviam prorrogado até 31 de outubro de 2015 a outorga de 2004 que permite à Sabesp retirar até 31 mil litros por segundo do Cantareira. 

Mais conteúdo sobre:
Sabesp São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.