Eleitor ficha-suja

Assim que pegar pra valer entre candidatos, a Lei da Ficha Limpa deveria ser adaptada e estendida aos eleitores. Não é justo que se cobre bons antecedentes do Maluf e se mantenha impune o sujeito que votou, por exemplo, no Tiririca. Fosse ele punido quando elegeu o Enéas, o Pitta, o Collor ou o Jânio, já teria parado com essa palhaçada.

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2010 | 00h00

O "eleitor ficha-suja" não tem necessariamente, ao contrário dos candidatos de mesma designação, rabo preso com qualquer tipo de bandalheira. É, não raro, o mesmo cidadão que reclama do vale-tudo da política, como se tudo isso que aí está não tivesse nada a ver com seu voto. O gaiato analfabeto que agora estão mandando para o Congresso pode até ser cassado, mas outros virão em seu lugar se a brincadeira de mau gosto não for cortada pela raiz.

Como não há no Brasil cadeia suficiente sequer para os 1.353.820 que votaram no Tiririca, casos do gênero deveriam estar sujeitos a tabelas de multas e perda de pontos no título de eleitor, mais ou menos como funciona o código de trânsito para motoristas infratores. O bafômetro em boca de urna também ajudaria a evitar novos desastres provocados pelo "voto-bêbado" que elegeu uns e outros País afora.

Mistério desvendado

Nada de pedofilia, sadomasoquismo ou qualquer outra tara virtual! O personagem de Marcello Antony em Passione é viciado em jogar "paciência" no computador. É o máximo de perversão permitida pelo patrocinador do piloto de Stock Car da novela.

Similar feminino

"Abestado vota na abestada!"

TIRIRICA, FAZENDO CAMPANHA PARA WESLIAN RORIZ NO DISTRITO FEDERAL

Campeã de audiência

Duas emissoras de TV por assinatura já disputam os direitos de transmissão em pay-per-view, para todo o Brasil, do debate com Weslian Roriz no segundo turno das eleições no Distrito Federal.

Boa justificativa

Será que, se o tempo firmar até o fim do segundo turno, o pessoal que tem casa na praia vai deixar de votar para curtir o feriadão do Dia dos Mortos?

Paranoia global

Se a União Europeia for acreditar em todo alerta de atentado terrorista emitido pelos EUA, melhor evacuar Paris por tempo indeterminado logo de uma vez. Tem turista por lá que, nos últimos dias, tentou subir sete vezes a Torre Eiffel, mas, sempre que chega sua vez, o local é interditado pelo Exército.

Fama internacional

Foi-se o tempo em que o Brasil era conhecido lá fora só pelo futebol, carnaval e café. Quase todo mundo, hoje em dia, sabe quem é o Tiririca.

Só dá ela!

O comando da campanha de Dilma Rousseff encomendou ao cabeleireiro da candidata um aplique em forma de coque igual ao da Marina Silva.

Verde de fome

José Serra iniciou uma dieta à base de granola, frutas secas, açaí, mel...

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.