Elas ganham R$ 190 por 12h semanais de dedicação

O projeto Mulheres da Paz foi criado em 2007, pelo governo federal, dentro do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci). A parceria com a prefeitura do Rio veio em 2009, mas foram necessários ajustes, diz o secretário de Assistência Social, Rodrigo Bethlem, para explicar a demora. Cada uma das mulheres da paz recebe R$ 190 mensais por 12 horas semanais de dedicação.

O Estado de S.Paulo

25 Março 2012 | 03h04

As comunidades foram escolhidas em sete regiões: Acari e Penha, na zona norte, Cidade de Deus, Reta João XXIII, Senador Camará e Vila Kennedy, na zona oeste, e Dona Marta, na zona sul. Algumas estão pacificadas, como Dona Marta, Cidade de Deus e Penha. "Podemos mensurar o impacto nos dois tipos de favelas. Não podemos fazer programas sociais só onde existe a pacificação", afirmou Bethlem. /C.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.