CHELLO FOTÓGRAFO/FUTURA PRESS
CHELLO FOTÓGRAFO/FUTURA PRESS

Edifício Itália funciona sem alvará do Corpo de Bombeiros

Atingido por incêndio no sábado, o prédio, no centro, estava desde janeiro com documento vencido; Prefeitura nega irregularidade

Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo

05 Outubro 2015 | 21h29

O Edifício Itália, no centro de São Paulo, estava sem Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), documento que atesta a segurança de edificações em São Paulo. O prédio foi atingido por um incêndio no sábado. Ninguém se feriu, e o restaurante, localizado na cobertura, deve reabrir já na próxima quinta-feira.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o AVCB do edifício venceu em 14 de janeiro. Em 9 de fevereiro, a administração pediu nova vistoria no prédio, o que foi feito. Mas, segundo os bombeiros, a solicitação foi indeferida – o local tinha materiais de acabamento que não estavam em conformidade com a legislação de segurança. 

“É o responsável pelo imóvel quem deve procurar pelos bombeiros e solicitar o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros. Após a solicitação, a vistoria é feita, mas o auto não pode ser emitido se há inconformidades, como foi o caso”, explica o capitão dos bombeiros Marcos Palumbo, porta-voz da corporação. “O Corpo de Bombeiros não fiscaliza se o prédio tem ou não documento. Mas informa, para a segurança do frequentador, a lista de locais que têm”, continua.

No caso do Edifício Itália, segundo Palumbo, uma das inconformidades anotadas pelos bombeiros foi quanto ao material do carpete do restaurante. Foi justamente ali que o incêndio se propagou, segundo os bombeiros. O fogo começou pouco depois das 7 horas. De acordo com informações colhidas pelos bombeiros com técnicos do edifício, uma equipe de limpeza preparava-se para trabalhar no Terraço Itália quando houve um princípio de incêndio nos equipamentos elétricos usados na limpeza. Em poucos minutos, o fogo se espalhou. A fumaça preta pôde ser vista dos prédios vizinhos. A cobertura do edifício ficou com marcas chamuscadas pretas. 

A reportagem procurou o Terraço Itália para comentar sobre a falta do AVCB e foi orientada a falar sobre o tema com a administração do prédio, que não foi encontrada no fim da tarde desta segunda-feira, 5.

A Prefeitura informou nesta segunda que o AVCB é um documento feito pelos bombeiros, mas que não é exigido por nenhuma legislação municipal e que a ausência do auto de vistoria não configura uma irregularidade. /COLABOROU GUILHERME MENDES 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.