Ecovias libera pista interditada após queda de passarela

Até agora não se sabe por que a caçamba de um basculante que provocou o acidente estava levantada

da Redação, estadao.com.br

14 de julho de 2008 | 14h10

A pista norte da Imigrantes (sentido Capital) foi liberada perto das 14 horas desta segunda-feira, 14, após quase cinco horas interditada.  O acidente, que resultou na queda de uma parte da passarela de pedestres no quilômetro 12 da Rodovia do Imigrantes, matou uma pessoa, feriu outra e bloqueou a via, foi provocado pelo choque de um caminhão basculante, cuja caçamba, por motivos ainda desconhecidos, estava levantada.   Veja também: Caminhão derruba passarela, fere dois e interdita Imigrantes Após acidente, CET pede para motorista evitar Bandeirantes Acompanhe a situação do trânsito rua-a-rua Entenda as novas medidas contra o trânsito  Conheça o histórico do trânsito na cidade    A parte atingida tinha cerca de 70 toneladas e 25 metros de comprimento. O restante da estrutura, segundo avaliação preliminar, não foi afetado pelo choque. Pelo menos 50 pessoas trabalharam na remoção dos escombros da passarela que caiu na pista.   Após a queda da passarela, um carro colidiu com o entulho, deixando o motorista e um passageiro gravemente feridos. Sotchiro Fubuyabu, de 30 anos, chegou a ser levado para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia, mas não resistiu. Outro ferido foi encaminhado ao Hospital Geral de Diadema.   Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o motorista do caminhão, Juarez Dias de Carvalho, de 44 anos, foi submetido ao teste do bafômetro, que constatou que ele não tinha ingerido álcool. Ele foi indiciado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e dano, no 97.º Distrito Policial de Americanópolis, na zona sul.   O tráfego no sistema Anchieta-Imigrantes foi normalizado por volta das 16 horas. O sistema operava no sistema 5 por 5, nesta tarde.   (Com Ítalo Reis, do estadao.com.br)

Tudo o que sabemos sobre:
acidente de trânsitoImigrantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.