Wanezza Soares/ Estadão Blue Studio
Wanezza Soares/ Estadão Blue Studio
Conteúdo Estadão Blue Studio

Economia do visitante: o turismo de proximidade em São Paulo

Estado de SP conta com 210 municípios de interesse turístico e estâncias; nos últimos quatro anos, foi investido R$ 1,4 bilhão em recursos para o turismo paulista

Estadão Blue Studio, O Estado de S.Paulo

01 de julho de 2022 | 08h00

Muito mais do que um segmento do setor de serviços, como muitas vezes ainda é descrito pelos economistas, o turismo envolve um ecossistema complexo, repleto de intersecções entre as diversas atividades envolvidas - transporte, eventos, entretenimento, lazer, gastronomia, hospedagem, comércio. 

Essa complexidade exige planejamento de longo prazo e continuidade dos projetos governamentais, enfatizou Vinícius Lummertz, secretário de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo, no pronunciamento de abertura do Fórum Estadão Think "Economia do visitante - O turismo de proximidade no Estado de São Paulo". 

"Costumava-se dizer que o turismo depende basicamente do momento econômico, mas certamente há uma dinâmica bem mais ampla envolvida. Turismo não é uma fotografia, é um filme", comparou o secretário. Produzido pelo Estadão Blue Studio, o evento teve o patrocínio do São Paulo Convention & Visitors Bureau - Visite São Paulo e da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), com apoio da Secretaria de Turismo e Viagens do Estado de São Paulo.

Lummertz disse que a meta é elevar o faturamento anual do Turismo no Estado de São Paulo de R$ 95 bilhões para R$ 200 bilhões em 2030. No outro pronunciamento de abertura do evento, Eduardo Sanovicz, presidente da Abear, lembrou que o fomento da aviação regional é essencial para alcançar esse objetivo e descreveu uma série de avanços recentes nessa direção.

Na sequência ocorreu o primeiro painel do evento, "Da gastronomia à hotelaria, a transição para o novo", com a participação de Onildo Rocha, chef do Grupo Roccia e Espaço Priceless; Fabio Mader, diretor-presidente do Grupo Leceres; Cesar Federmann, diretor do Grupo Terras de São José; e Junior Petar, CEO da Glamping Mangarito.  

O segundo painel, "Eventos: impactos econômicos e de imagem em destinos", reuniu Luiz Fernando Machado, prefeito de Jundiaí; Rubens Rizek, secretário de Governo da cidade de São Paulo; João de Nagy, CEO da ITC Hotelaria; Toni Sando, presidente executivo do São Paulo Convention & Visitors Bureau - Visite São Paulo; e Roberta Medina, vice-presidente executiva do Rock in Rio e presidente da Better World.

Conteúdo produzido pelo estadão blue studio, a área de conteúdo customizado do estadão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.