'É uma honra', diz modelo e atriz ao substituir Raquel Zimmermann

Essa é a primeira vez que você vem ao Brasil?

Entrevista com

O Estado de S.Paulo

20 de janeiro de 2012 | 03h02

Já estive na Bahia a trabalho, mas não deu para conhecer muita coisa. Cheguei ontem aqui a São Paulo e ainda não saí do hotel, e daqui vou direto para a Bienal. É sempre assim. Muita correria. Mas acho que terei algumas horas de folga.

Você está sempre substituindo grandes mulheres, como Raquel Zimmermann, agora na Animale, e Megan Fox no filme Transformers: o Lado Oculto da Lua. Você fica nervosa quando isso acontece?

Eu acho que é uma honra. Fazer a personagem de Transformers foi uma grande honra.

No ano passado, você foi eleita a mulher mais sexy do mundo pelo tradicional ranking da revista inglesa 'Maxim'. Isso mudou sua vida?

É um título muito elogioso (risos), mas não dá para levar a sério.

Hoje você tem muitos fãs?

O número de fãs cresce a cada dia. Sou cada vez mais reconhecida na rua, e gosto disso. Procuro responder todos os e-mail de fãs, o que gasta muito tempo. E fico tocada, principalmente com as mulheres, que costumam se aproximar para pedir autógrafo e tirar fotos comigo.

Você vai seguir a carreira de atriz?

Se tiver outras oportunidades como a do filme, com certeza. É o meu novo desafio. Mas não pretendo abandonar a passarela.

E o que quer conhecer do Brasil?

Ah, adoraria ver o carnaval! /V.F.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.