É proibido transitar no leito ferroviário, ressalta companhia

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) disse que os quatro funcionários, um da companhia e três da empresa espanhola CAF Brasil, descumpriram as normas de segurança ao andarem pela via, entre as Estações Tatuapé e Brás.

O Estado de S.Paulo

28 Novembro 2011 | 03h02

De acordo com a CPTM, o grupo estava destacado para realizar testes em um novo trem que está sendo entregue pela CAF Brasil, prestadora de serviços contratada pela estatal paulista.

Após o término dos trabalhos na composição, que ficou estacionada no pátio do Belém, o grupo seguiu caminhando no sentido da Estação Brás sobre a via férrea. A CPTM enfatizou que essa prática é proibida e é restrita só a quem, devidamente uniformizado, trabalha no leito ferroviário.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.