E o Apichatpong Weerasethakul, hein?!

Agora que, até quem tem língua presa já sabe dizer direitinho Mahmoud Ahmadinejad, cuidado para não confundir Eyjafjallajoekull com Apichatpong Weerasethakul. O vulcão islandês passou a dividir esta semana espaço no noticiário com o cineasta tailandês vencedor da Palma de Ouro do Festival de Cannes. O nome do filme do cara também não ajuda: Uncle Boonmee Who Can Recall His Past Lives. Nem a livre tradução - Tio Boonmee, Aquele que Se Lembra de Suas Vidas Passadas - melhora muito a vida de quem quer mostrar-se bem informado e politicamente correto para não se referir à grande sensação do cinema mundial no momento como "o filme daquele tailandês com nome de vulcão".

Tutty Vasques, O Estado de S.Paulo

26 de maio de 2010 | 00h00

Se a pronúncia é difícil até para a Fátima Bernardes, imagina para a nova classe média brasileira, que começa a ter acesso à informação e à cultura. Como se já não bastasse o esforço imenso que os pobrezinhos têm feito para tentar entender o que diz o Tony Ramos no papel de italiano na nova novela das 9. Se bem que quem viu o ator interpretando um americano em Mad Maria, um grego em Belíssima e um indiano em Caminho das Índias já compreende perfeitamente aquela sua língua de estrangeiro. Periga, em breve, um bocado de gente desaprender a falar português, mas é melhor que andar por aí sem entender direito que diabos está acontecendo, né não? Hare baba!

Surpresa de campanha

Felipão pode ser o plano B de José Serra para vice em sua chapa. Não chega a ser um puro-sangue, como se diz do Aécio, mas faz bem o estilo cavalão.

Puro-sangue é a...

"Não querem que eu volte!"

AÉCIO NEVES, AO ADIAR DO FIM DE SEMANA PARA HOJE SEU REGRESSO DA EUROPA.

Sem comentários!

Dunga teve bons motivos para autorizar o encontro de crianças surdas-mudas com os jogadores da seleção brasileira, ontem, em Curitiba. Faria o mesmo se fossem jornalistas portadores da mesma deficiência.

Show de bola

Bono Vox recebeu alta de cirurgia na Alemanha, mas está fora da Copa do Mundo. Ele, o Ballack e o Beckham! Paulo Coelho continua confirmadíssimo entre as estrelas com presença garantida na África do Sul.

Para tudo!

Já tem gente em Brasília pensando em emendar o feriadão de Corpus Christi com a Copa do Mundo.

Político tem de acompanhar as bases, né?

Espetáculo à parte

Andrés Sanches, chefe da delegação brasileira na Copa do Mundo, foi escolhido a dedo para o cargo. Tá na cara que ele vai aprontar na África do Sul, né não?

É não casada?

A vida pessoal de Elena Kagan, a americana escolhida por Obama para a Suprema Corte, continua na berlinda nos EUA. Nem com Gilberto Kassab fizeram tanta maldade na época das eleições municipais!

Barbada

O governo do Rio lançou Martinho da Vila intérprete oficial do Hino Nacional no Estado. É mais um passo importante na campanha do sambista à vaga de imortal na Academia Brasileira de Letras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.