''É como viver um jogo, do vestiário aos gols''

Memorial do Corinthians: Inaugurado em 2006 no Parque São Jorge, zona leste, funciona de terça a sexta

Paulo Saldaña, O Estado de S.Paulo

11 Fevereiro 2011 | 00h00

O auditor Raul Corrêa da Silva, de 55 anos, nasceu na zona norte, mora nos Jardins, região sul, mas ama mesmo a zona leste de São Paulo - mais especificamente um pedacinho da Marginal do Tietê. "O Corinthians é minha vida. Fora isso, eu trabalho como um doido", diz ele, sócio da Crowe Horwath RCS, uma das maiores auditorias do País, do restaurante Cantaloup e também autor de livro.

Silva é sócio do clube desde 1959 e é fã do Memorial do Corinthians, inaugurado em 2006. "É como viver um jogo, do vestiário aos gols. É uma experiência para qualquer pessoa que ama o futebol", diz ele, que em 2007 assumiu a diretoria financeira do clube.

"Antes de fazer a visita, passe pela fonte do Parque São Jorge. Meu pai me levou e eu levei os meus filhos."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.