Dupla supostamente do PCC é morta em tiroteio com a Rota em SBC

Grupo estava em três veículos; foram apreendidas quatro armas e 25 quilos de cocaína

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

17 de janeiro de 2012 | 03h35

SÃO PAULO - Dois supostos membros do Primeiro Comando da Capital (PCC), facção criminoso que age dentro e fora do sistema prisional paulista, foram mortos, por volta das 22h30 de segunda-feira, 16, em dois supostos confrontos com policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), em São Bernardo do Campo, no ABC.

 

Eram sete homens, divididos em três veículos: um Toyota Corolla preto, um Ford EcoSport prata e um Volkswagen Logus azul. Quatro armas, duas pistolas e dois fuzis, foram apreendidas com a quadrilha, que levantou suspeita e foi abordada pelos policiais na Avenida Maria Servidei Demarchi, no bairro Demarchi. Dentro do Logus, abandonado pelos dois ocupantes durante a fuga, os policiais encontraram cerca de 25 quilos de cocaína. A dupla fugiu.

 

O único ocupante do Corolla teria trocado tiros com os PMs na altura do nº 3.500 da Estrada Galvão Bueno, no bairro Batistini. Baleado, ele morreu a caminho do pronto-socorro central da cidade. O suspeito que estava ao volante do EcoSport bateu o veículo contra um poste na mesma estrada. Havia quatro homens dentro do utilitário esportivo. Dois deles teriam reagido, foram baleados e um deles morreu no mesmo hospital; o segundo continua internado em estado grave. Os outros dois conseguiram fugir.

 

O caso foi informado aos policiais de plantão do 3º Distrito Policial da cidade, porém, como se trata de uma resistência seguida de morte, o registro do boletim de ocorrência foi feito no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

 

 

 

Texto atualizado às 5h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.