Dupla se passava por policiais para assaltar imóveis em São Paulo

Criminosos utilizavam trajes de policiais civis e mandatos de busca e apreensão falsos

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

21 de abril de 2011 | 03h17

SÃO PAULO - O taxista Rafael Muller Lopes dos Santos, de 26 anos, e o auxiliar de serviços gerais, Gaspar Tadeu Paulino da Silva, 22, acusados de invadir imóveis utilizando trajes de policiais civis e mandatos de busca a apreensão falsos, foram presos, nesta quarta-feira, 20, quando se preparavam para assaltar um apartamento no Bom Retiro, região central da cidade de São Paulo.

 

Agentes do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), alertados sobre a presença da dupla na rua dos Bandeirantes e que o alvo desta vez seria uma aposentada, moradora de um dos prédios da região, foram até o local e conseguiram deter os dois criminosos, que já deixavam o edifício após não encontrarem a idosa no apartamento. O taxi de Santos, um Fiat Palio Weekend, estava nas proximidades e foi apreendido.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.