Dupla presa ao tentar dar golpe em idosa por telefone pela 3ª vez em SP

Estelionatários se passaram duas vezes por neta da mulher para conseguir R$ 10 mil; desconfiada, ela avisou parentes, que ligaram para a polícia

Ricardo Valota, Central de Notícias

22 Março 2011 | 05h22

SÃO PAULO - Dois criminosos foram presos, na noite de segunda-feira, 21, ao tentarem pela terceira vez o mesmo golpe contra uma senhora de 85 anos na região do Jabaquara, zona sul de São Paulo.

 

Após aplicar o golpe, com sucesso, por duas vezes, os bandidos acreditaram mesmo que haviam encontrado um jeito fácil de arrancar dinheiro da vítima. Nas duas primeiras investidas, eles conseguiram R$ 10 mil da aposentada com um simples telefonema.

 

No dia 14 deste mês, a idosa estava em casa quando o telefone tocou e um homem informou que a neta dela havia sofrido um acidente de trânsito. Ao lado dele, uma mulher se fez passar pela jovem e, assim, ambos conseguiram deixar a vítima nervosa.

Eles disseram que o carro havia ficado muito avariado e que o desconhecido, que se identificou como mecânico, queria R$ 5 mil pelo serviço.

 

Assustada, a mulher sacou o dinheiro do banco e o entregou a um motoqueiro que surgiu na porta da residência.

 

No dia seguinte, novo telefonema informava que era de um hospital, onde a neta havia sido internada, e que as despesas também eram de R$ 5 mil. A aposentada retirou o dinheiro e entregou ao motoqueiro. No terceiro dia, o telefone tocou novamente e informaram que era do hospital, exigindo mais R$ 3 mil, momento em que a idosa desconfiou.

 

Ela pediu a ajuda de parentes, que procuraram a equipe de investigadores da delegacia do Jabaquara, e o golpe se inverteu. Quando dois mensageiros surgiram de moto para pegar o dinheiro, acabaram presos. Marcelo Rocha Moreira, de 28 anos, e Everson Carmo da Cruz, de 26, foram autuados em flagrante pelo delegado Genésio Leo Júnior, titular do 35º Distrito Policial.

 

O delegado espera agora chegar aos comparsas deles, responsáveis pelos telefonemas.

Mais conteúdo sobre:
Jabaquara, roubo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.