Dupla negocia resgate após não conseguir sacar dinheiro de vítima

Professora estava sem cartões; bandidos fugiram e abandonou a vítima, sem receber o valor

estadão.com.br,

20 de junho de 2012 | 05h06

SÃO PAULO - Uma professora de Inglês, de 34 anos, durante a noite de terça-feira, 19, ficou duas horas em poder de assaltantes, na zona sul da capital paulista, após ser rendida pelos bandidos próximo do local onde mora. Os criminosos resolveram negociar o resgate com os parentes da vítima, pois a professora estava sem cartões e os impossibilitou de sacar dinheiro de caixas eletrônicos.

 

Ao volante de um Peugeot, a professora foi abordada por dois bandidos, que estavam em outro veículo, na Rua Marquês de Lajes, na Vila das Mercês, quando tentava estacionar o carro fora do condomínio onde reside. Amarrada e colocada no banco traseiro do veículo, a professora assistiu aos assaltantes negociarem o valor de resgate com a família. A princípio, os bandidos queriam R$ 10 mil, mas acabaram fechando em R$ 2 mi.

 

O local da entrega do dinheiro foi marcado, mas os parentes da professora resolveram também acionar a Polícia Militar, que localizou a dupla no momento em que os sequestradores esperavam pelo dinheiro. Ao perceberem a aproximação dos policiais, os criminosos fugiram a pé, abandonando a professora no local. O caso foi registrado no 83º Distrito Policial, do Parque Bristol.

Tudo o que sabemos sobre:
Sequestroresgaterefénscriminalidade

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.