Alfredo Risk/Futura Press
Alfredo Risk/Futura Press

Dupla mantém reféns sob mira de revólver por 2h em Ribeirão Preto

Vítimas trabalham em loja de recauchutagem de pneus que foi invadida pelos assaltantes, que foram presos

Rene Moreira, Especial para o Estado

28 Março 2014 | 16h57

FRANCA - Dois trabalhadores foram mantidos sob ameaça de morte na tarde desta sexta-feira (28) durante um assalto a uma loja de recauchutagem de pneus em Ribeirão Preto. Os reféns foram libertados pouco depois das 15 horas após momentos de muita ameaça e negociação com a Polícia Militar.

O assalto aconteceu na Vila Mariana, zona norte da cidade, quando os dois assaltantes invadiram a loja e renderam José Francisco Ferreira, de 28 anos, e Patrícia Reis, também de 28, que trabalhavam no local.

Outros funcionários e clientes que estavam na loja conseguiram correr e ligar para a polícia que cercou o estabelecimento. A dupla se entregou somente com a presença de parentes e foi levada para fazer exame de corpo de delito, para depois ser encaminhada à Central de Flagrantes de Ribeirão Preto. Na delegacia deve ser autuada em flagrante por roubo e presa.

O assalto todo chamou muito a atenção na Rua Uruguai, onde foi registrado. Os suspeitos foram surpreendidos quando já haviam recolhidos os objetos de valor da loja e das vítimas. O tempo todo eles ficaram com as armas apontadas para as cabeças dos funcionários. Um terceiro assaltante conseguiu fugir antes da chegada da polícia.

 

Mais conteúdo sobre:
Reféns Ribeirão Preto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.