Estevam Scuoteguazza/AAN
Estevam Scuoteguazza/AAN

Dupla invade convento, mantém freiras reféns e rouba R$ 160

Ladrões fingiram buscar doações e renderam o porteiro e 24 religiosas. Eles foram presos após uma delas avisar a polícia

Tatiana Fávaro, O Estado de S.Paulo

22 Fevereiro 2011 | 00h00

Dois homens armados com um revólver e uma faca invadiram o Convento da Comunidade São José, em Campinas, na tarde de anteontem e, após fazerem um funcionário refém, tentaram roubar dinheiro e objetos pessoais das freiras. Havia 24 irmãs no local na hora do crime.

Em entrevista ao portal da Rede Anhanguera de Comunicação no domingo, a irmã Ignês Maria Pezini, de 70 anos, contou que os suspeitos disseram ao porteiro que tinham ido buscar uma doação. Era por volta de 15 horas. O porteiro foi rendido e levado até onde estavam as freiras. "Ele entrou e disse: quero dinheiro, cadê o escritório? E eu disse: não tem escritório, e ele disse: vai buscar o dinheiro." As freiras juntaram R$ 160 e entregaram aos suspeitos, que levaram também um celular. "Uma irmã chamou a polícia, eles ouviram o barulho e foram embora." Os suspeitos foram presos perto do convento. Um deles tem menos de 18 anos e foi levado para a Fundação Casa. O outro está na cadeia do 2.º DP da cidade.

Segurança. O convento é monitorado à noite por profissionais de uma empresa de segurança e durante o dia por um porteiro. "Ele achou que era gente de confiança, porque a irmã que foi procurada distribui muitas coisas para os que pedem e moramos perto de comunidades carentes", afirmou a irmã Canuta Costa Andrade. "Estávamos tomando café, conversando. Ficamos chocadas, mas hoje (ontem) trabalhamos e celebramos agradecendo a Deus por não ter havido nada de grave."

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.