Dupla faz arrastão em trem na Linha 8 da CPTM

Passageiros de um vagão da Linha 8-Diamante da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foram vítimas de um arrastão, na tarde de ontem, entre as Estações Barueri e João Antônio.

O Estado de S.Paulo

19 de setembro de 2012 | 03h05

Pelo menos 15 pessoas tiveram objetos como bolsas e celulares e dinheiro levados por dois homens, segundo informações da TV Globo. A ação aconteceu por volta das 14 horas. Um dos homens estava armado e anunciou o assalto, enquanto seu parceiro circulou pelo vagão recolhendo os pertences dos passageiros.

A CPTM divulgou nota no começo da noite dizendo que a companhia já havia localizado as imagens dos suspeitos pelo circuito interno de monitoramento e "encaminhará à autoridade policial, visando a colaborar no processo de identificação dos criminosos". A ocorrência foi registrada no 1.º Distrito Policial de Barueri. Ninguém havia sido preso pela polícia até as 23 horas de ontem.

Ainda segundo as informações da TV Globo, depois de chegar à Estação João Antônio, os criminosos desceram do trem e fugiram, sem serem detidos pelos agentes da CPTM.

A nota da companhia não precisou o número de vítimas, a quantidade de dinheiro levada nem se outros casos do tipo já haviam sido registrados neste ano.

A frota da Linha 8 é uma das mais antigas da CPTM e parte dos trens está sendo substituída por carros mais novos, que têm circuito interno de monitoramento. A Estação João Antônio é monitorada por câmeras de segurança.

Casos. Segundo dados da Polícia Civil, até julho já foram registrados 106 casos de roubo dentro das dependências do Metrô e da CPTM - isso somente na capital. O número é menor do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando houve 137 ocorrências. Já o número de furtos teve uma queda mais expressiva: caiu de 1.859 casos entre janeiro e julho do ano passado para 927 neste ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.