Werther Santana/AE
Werther Santana/AE

Dupla faz 2 mulheres reféns e morre em tiroteio em Guarulhos

Policiais afirmam que as vítimas foram estupradas pelos sequestradores, que pediam R$ 3 mil para libertá-las

Ricardo Valota e Werther Santana, Central de Notícias,

04 de setembro de 2009 | 07h37

Dois sequestradores foram mortos durante uma persegução policial na Rodovia Presidente Dutra na noite da quinta-feira, 3. Os dois homens mantinham uma jovem refém, que havia sido sequestrada e estuprada pela dupla. Uma segunda vítima, que foi sequestrada na zona leste de São Paulo, também foi atacada pelos sequestradores.

 

Identificados como Luciano Matos, de 32 anos, e Avelino Rosa, de 41 anos, eles trocaram tiros com policiais do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Polícia Civil. Os policiais, acionados por parentes da segunda mulher sequestrada, abordaram os suspeitos no momento em que eles se preparavam para receber R$ 3 mil das mãos dos familiares da jovem.

 

Os parentes dela chegaram de carro e estavam sendo acompanhados pelos policiais, que só se apresentaram aos criminosos no momento em que o dinheiro era entregue. A segunda vítima foi abordada no bairro do Belenzinho, na zona leste de São Paulo, horas antes do tiroteio.

 

A primeira foi abordada também na zona leste e liberada após os criminosos receberem outros R$ 3 mil de parentes. Com o carro da primeira mulher sequestrada, Luciano e Avelino abordaram a segunda. A dupla ainda foi encaminhada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.