Dupla é presa após aterrorizar vítima durante sequestro na zona leste de SP

Durante cinco minutos e ao lado dos bandidos em fuga, assistente administrativo ficou sob mira de um revólver, apontado para a cabeça

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

09 de agosto de 2011 | 03h46

SÃO PAULO - O assistente administrativo G.C.P, de 22 anos, viveu cinco minutos de terror nas mãos de dois criminosos, por volta das 20h30 de segunda-feira, 8, ao ser vítima de sequestro relâmpago na região do Tatuapé, zona leste de São Paulo.

 

Acompanhado do filho, de 5 anos, e da esposa, o rapaz estacionava um Honda Fit em frente à casa do sogro, na Rua Visconde de Itaboraí, quando foi abordado por Cláudio dos Passos, de 26 anos, e por um adolescente, de 16 anos, armado com um revólver calibre 38. "A intenção dos criminosos era fugir levando todo mundo, mas felizmente a esposa e o filhinho da vítima foram deixados no local", afirmou o sargento PM Ronaldo, da 2ª Companhia do 8º Batalhão.

 

Acionados via 190 pela esposa de G., os policiais avistaram o veículo na Avenida Aricanduva próximo à Rua Baquiá, região do Carrão. Ao volante estava Cláudio; ao lado dele, a vítima; e, atrás, o menor, apontando o revólver para a cabeça do assistente administrativo. Durante a fuga, no cruzamento entre as avenidas Itaquera e Aricanduva, o criminoso bateu o Honda contra um Ford Fiesta prata.

 

"Ele (o bandido) deixou o carro e saiu correndo, mas foi dominado pelo meu colega, o cabo Feitosa. Quando me aproximei do veículo, o menor estava com a arma encostada na cabeça da vítima, mas acabou se entregando", completou o sargento. Segundo os policiais, a intenção da dupla, que mora em Cidade Tiradentes, no extremo leste da capital, era realizar saques em caixas eletrônicos.

 

Cláudio dos Passos já tem passagem por tráfico e roubo. Já o adolescente nunca ficou internado na Fundação Casa (antiga Febem). O caso foi registrado no 49º Distrito Policial, de São Mateus, onde Passos foi autuado por roubo e porte ilegal de arma. O menor será levado para a Fundação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.