Dupla armada mata 2 e fere 2 em praia do Guarujá

Crime foi cometido em quiosque na Praia da Enseada, uma das mais movimentadas da cidade; feridos foram levados ao hospital e polícia busca criminosos

Alexandre Hisayasu e Lucas Melo, Especial para o Estado

29 Dezembro 2016 | 22h19

SÃO PAULO E GUARUJÁ - Um policial militar temporário e um ex-PM foram assassinados e outros dois homens ficaram feridos após terem sido atingidos por disparos de arma de fogo no início da noite desta quinta-feira, 29, em um quiosque no Guarujá, no litoral de São Paulo. Uma dupla armada com pistolas semiautomáticas entrou no local e efetuou os disparos, causando pânico em um dos pontos mais movimentados da cidade.

Testemunhas informaram à Polícia Militar que, por volta das 18h40, os criminosos entraram no quiosque É Show, localizado na Praia da Enseada. Com aventais brancos e armados com pistolas, os homens miraram o policial militar e seus amigos, atirando contra o grupo, que estava sentado nas cadeiras do lugar. Em seguida, os dois homens fugiram.

Testemunhas chamaram a polícia, que ajudou a socorrer as vítimas e tentou encontrar os atiradores. Mas, de acordo com a PM, ninguém havia sido preso até as 23 horas desta quinta.

Foram os policiais que identificaram como sendo um policial uma das vítimas dos assassinos. Trata-se de Tiago Araújo. Ele era casado e deixa um filho de um ano de idade.

De acordo com informações do delegado Caio Azevedo de Meneses, plantonista do Distrito Policial Sede do Guarujá, a outra vítima assassinada seria um ex-PM, cuja identidade não havia sido revelada.

Outras duas pessoas foram levadas para atendimento médico de urgência no Hospital Santo Amaro. Uma delas foi ferida no braço e está na Unidade de Urgência e Emergência do local. A outra, ferida na perna e na barriga, passava por cirurgia na noite desta quinta. Não foi divulgada a gravidade dos ferimentos de ambos. 

Câmeras. A polícia busca imagens de câmeras de segurança da região para tentar identificar os criminosos. Imagens feitas com telefones celulares por pessoas que estavam na praia no momento do crime mostram a vítima com marcas de tiro pelo corpo e cercada por funcionários do quiosque que tentavam prestar os primeiros socorros.

Perto dali, outros dois homens estavam deitados no chão em razão dos ferimentos e aguardavam a chegada de socorro médico. Ambulâncias do Corpo de Bombeiros do Guarujá foram deslocadas para a região para realizar o atendimento.

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso. Além de aguardar os laudos da perícia técnica, os investigadores do crime devem ouvir as testemunhas e os dois feridos, que continuavam internados até as 23 horas desta quinta.

Estatísticas. Até novembro deste ano, haviam sido registrados 21 casos de homicídio na cidade, número que supera os 17 que aconteceram durante todo o ano passado, mas menor que os 36 cometidos no ano de 2014.

Em agosto deste ano, um policial civil havia sido baleado e morto também em um quiosque em uma praia próxima de onde aconteceu o crime desta quinta. Um adolescente suspeito de ter cometido o crime foi preso em outubro. 

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULO

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.