Dupla acusada de matar casal no Morumbi culpa outro jovem

Dois jovens são acusados de matar um casal na frente do filho, em 26 de junho

Solange Spigliatti, do estadao.com.br

13 de julho de 2007 | 10h14

Os dois jovens identificados como F.G.F e L.P.V, de 16 e 14 anos, presos na noite de quinta-feira, 11, em Taboão da Serra após denúncia anônima, acusados de matar um casal no Morumbi, zona sul da cidade, responsabilizaram um outro jovem, de 15 anos, pelo assassinato, no dia 26 de junho.A dupla seria transferida ainda na manhã desta sexta-feira, 13, para a Fundação Casa (ex-Febem). Segundo o delegado Flávio da Costa, do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), eles acusaram um terceiro, P.A.M, de 15 anos, de ser o autor dos tiros que mataram o casal. Segundo o delegado, o menor continua foragido.A polícia não forneceu a identidade dos dois menores. No dia 26 de junho, por volta das 23h30, o bancário Glauber Alexandre Shiba Paiva, de 37 anos, e sua esposa, a dona de casa Marta Maria Sena de Oliveira, de 30 anos, foram assassinados, dentro de seu carro - um Honda Fit -, no cruzamento da Avenida Giovanni Gronchi com a Alberto Augusto Alves.Retrato faladoNa semana passada, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) divulgou as imagens do circuito de segurança de uma empresa que registrou a fuga de dois dos quatro criminosos que tentaram assaltar e acabaram matando o casal.A fita cujas imagens foram divulgadas tem duração de uma hora e quarenta minutos. A seqüência de imagens que mostra dois rapazes correndo foi registrada por duas câmeras de segurança que estavam instaladas na Rua Alberto Augusto Alves. A seqüência foi gravada às 23h25 do dia 26 de junho. Ela dura menos de 10 segundos e mostra dois rapazes brancos correndo. O carro do casal, um Honda Fit, foi cercado por quatro criminosos, na volta de uma festa de um coleguinha do filho. Segundo a polícia, dois assaltantes chegaram pelo lado do motorista e outros dois pelo do passageiro. O menino estava no banco traseiro e viu tudo."Por algum motivo o carro andou. Ou o motorista tentou arrancar ou soltou o pé da embreagem. Foi nessa hora que aconteceu o primeiro disparo, seguido de mais três", disse o delegado Flávio Afonso da Costa. A mulher foi baleada na nuca e o marido no tórax. Dois projéteis de calibre 38 foram apreendidos no local do crime.(Colaboraram José Dacauaziliquá, do Jornal da Tarde, e Gustavo Miranda, do estadao.com.br.)

Mais conteúdo sobre:
assassinato

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.