Duas vítimas de desabamento da Renascer deixam UTI

Ambas estão conscientes e passam bem; mais duas pessoass seguem internadas em estado grave

Elvis Pereira, estadao.com.br

22 Janeiro 2009 | 16h52

Feridas no acidente ocorrido na sede internacional da Igreja Renascer em Cristo, no Cambuci, a senhora Rebeca Martins da Silva, de 55 anos, e a menina Estefanie Banove de Sá, de 9 anos, saíram da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Paulo nesta quinta-feira, 22. Segundo a unidade, agora, ambas estão na enfermaria, conscientes e passam bem.   Veja também: Hernandes pedem dinheiro de fiéis para reconstruir templo São Paulo tem igrejas até em cima de borracharia Igreja Renascer divulga lista das vítimas do desabamento  Galeria de fotos: imagens do local e do resgate às vítimas  Todas as notícias sobre o desabamento na Igreja Renascer      Outras duas vítimas do desabamento do teto, no entanto, permanecem em estado grave. São elas Fabio Jodas e Evelise Del Corso, de 17 anos, que estão internados, respectivamente, no Instituto Central do Hospital das Clínicas e no Hospital do Servidor Público Municipal.   O acidente ocorrido no domingo, 18, deixou 9 mortos e 102 feridos, todos atendidos pelo Corpo de Bombeiros e Samu. Por causa do comprometimento da estrutura, o local e outros nove imóveis -  oito casas e uma loja - estão interditados. A demolição das paredes do templo deve começar nesta sexta-feira, 22. Como o risco de os muros desabarem é grande, todo o trabalho será feito manualmente pela empresa Diez. Os moradores dos imóveis interditados pela Defesa Civil estão morando em casas de parentes ou num hotel.

Mais conteúdo sobre:
tragédia na Renascer Igreja Renascer

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.