Duas presas são transferidas por ameaçar Anna Jatobá

A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) não confirmou nem desmentiu a transferência das presas

da Redação, estadao.com.br

30 de maio de 2008 | 08h38

Duas presidiárias acusadas de ameaçar de morte Anna Carolina Jatobá, madrasta de Isabella Nardoni, foram transferidas na madrugada de quinta-feira, 29, da Penitenciária de Tremembé, no Vale do Paraíba, para a Penitenciária Feminina de Campinas, no interior. As detentas estavam na mesma ala de Anna Jatobá, acusada junto com o marido Alexandre Nardoni pela morte da menina.  VEJA TAMBÉMCasal apresentou 'versões bem ensaiadas', afirma promotorPai de Isabella culpa governo por repercussão do crimeAo ver Isabella caída, pai 'perdeu a cor', diz madrastaImagens da prisão do casal  Fotos do apartamento onde ocorreu o crime  Cronologia e perguntas sem resposta do caso  Tudo o que foi publicado sobre o caso Isabella  Segundo fontes do sistema prisional, ambas tentaram agredi-la assim que ela retornou do Fórum de Santana, zona norte da capital. Por causa das ameaças, as presas foram removidas às pressas. Ambas seguiram para o setor de inclusão, onde devem permanecer pelo menos 15 dias. A Penitenciária Feminina de Campinas tem capacidade para 528 detentas, mas abriga 880. O presídio é dominado pelo Primeiro Comando da Capital (PCC). A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) não confirmou nem desmentiu a transferência das presas. A pasta informou que, por razões de segurança, não se manifesta sobre remoções.

Tudo o que sabemos sobre:
caso Isabella

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.