Duas perguntas para Sérgio Torrecillas, diretor de Sinalização da CET

1.Por que os semáforos quebram tanto?

O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2013 | 02h06

Cerca de 70% dos problemas são por variação de corrente elétrica. Se tiver qualquer umidade, batidinha de água, o controlador semafórico entra em curto-circuito. E você tem de ir lá e trocar a placa. A falta de energia responde por 6% dos problemas. Então, é falsa a ideia de que colocar no-break resolve todo o problema.

2.Os raios também causam problemas para os sinais?

Sim. São Paulo cada vez mais tem raios. Tudo o que tem placa eletrônica tende a sofrer consequências quando você tem raios. E os semáforos de São Paulo não são aterrados hoje. Quando você põe um fio-terra, aquela descarga elétrica vai para o solo e não queima o controlador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.