Duas mulheres são presas em tentativa de furto a igreja

Uma delas está grávida de 8 meses; ladrões foram surpreendidos e pularam no Rio Tietê para fugir da polícia

Daniela do Canto, do estadao.com.br,

13 Janeiro 2009 | 06h45

Duas mulheres, uma delas grávida de 8 meses, foram presas no final da noite de segunda-feira, 12, acusadas de tentarem furtar a Capela de São Benedito, em Pirapora do Bom Jesus, na Grande São Paulo. A dupla servia de olheira para os respectivos maridos e foi surpreendida quando tentava arrombar a porta do local.   A grávida Aline Aparecida Nunes Rodrigues, de 19 anos, e Daniele Bispo dos Santos, de 23, serviam de olheiras para os respectivos maridos, que foram surpreendidos pela polícia enquanto tentavam arrombar a porta da capela usando a grade de um ralo. Para chegar à porta principal, eles pularam o portão do local, que estava trancado.   Moradores da vizinhança perceberam a movimentação e acionaram a PM por volta das 23h30, mas os dois homens conseguiram fugir a pé e se jogaram no Rio Tietê, que passa pelo final da Rua São Benedito, onde está localizada a capela.   O representante da diretoria da igreja, João Carlos da Rocha afirmou que o local já foi furtado cerca de oito vezes em menos de um ano. "Já levaram ventilador, guitarra e microfone, entre outras coisas". Rocha acredita que desta vez os acusados estavam atrás de objetos diferentes.   "Temos uma aparelhagem de som nova, a imagem do padroeiro e os acessórios usados na celebração da missa, que eles também podiam querer levar", avaliou. Os dois homens permanecem foragidos. O caso foi registrado na Delegacia de Santana do Parnaíba.

Mais conteúdo sobre:
Pirapora do Bom Jesus São Paulo furto

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.