Duas estações da CPTM são depredadas após problema na Linha 7-Rubi

Passageiros revoltados com a demora dos trens atearam fogo na estação Francisco Morato

29 Março 2012 | 10h56

São Paulo, 29 - Duas estações da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foram depredadas na manhã desta quinta-feira, 29, por conta da paralisação da circulação dos trens da Linha 7-Rubi (Luz-Francisco Morato), no começo da manhã, segundo a Polícia Militar.

Cerca de dois mil usuários revoltados com a demora dos trens começaram um tumulto na estação Francisco Morato e atearam fogo. A situação se repetiu na estação de Caieiras, de acordo com a PM. Ninguém foi preso e não há informação sobre feridos.

De acordo com a CPTM, a circulação de trens na Linha 7 foi restabelecida parcialmente entre as estações Luz e Baltazar Fidelis às 9h e para atender os usuários da região de Francisco Morato e Campo Limpo, foi acionado o Plano de Apoio Entre Empresas Frente a Situações de Emergência (Paese), com ônibus gratuitos na estação Caieiras.

O problema na linha 7 começou por volta das 7h, quando um defeito no sistema de alimentação elétrica dos trens na região da Estação Luz paralisou a circulação dos trens entre as estações Pirituba e Luz.

Mais conteúdo sobre:
CPTM problemas linha 7-rubi trens

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.