Dramaturgo ''adotou'' local degradado

Praça Roosevelt: Antes abandonada, área no centro de São Paulo passa por reforma desde o fim de 2010

Paulo Saldaña, O Estado de S.Paulo

21 Janeiro 2011 | 00h00

Ao declarar seu amor por São Paulo, o dramaturgo e ator Hugo Possolo admite que advoga em causa própria. "Não tenho como não falar da Praça Roosevelt. Me apeguei a esse lugar."

Aos 48 anos, ele é fundador do grupo de teatro Parlapatões, cuja sede na praça completa 5 anos em 2011. Ao lado do grupo de teatro Satyros, os Parlapatões são responsáveis pelo processo de apropriação do endereço símbolo da degradação do centro. "Houve uma ocupação de cidadania."

Depois de anos de promessas, a praça passa por revitalização. "A reforma vai intensificar a presença artística e melhorar para os moradores."

Possolo acompanha empolgado as obras - que vê do teatro e também da janela da quitinete que alugou na praça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.