DPs têm novas regras para investigação

O delegado que atender a uma ocorrência durante o dia no distrito policial será o mesmo que tocará toda a investigação. Essa foi uma das mudanças apresentadas ontem pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo para a Polícia Civil na capital. O baixo índice de esclarecimento dos crimes motiva as alterações.

WILLIAM CARDOSO, O Estado de S.Paulo

23 Março 2013 | 02h03

O novo plano, que entra em vigor no dia 3 de abril, quer acertar o rumo tomado desde a criação de 11 centrais de flagrantes, a partir de 2011. Os locais registram durante o dia as ocorrências de uma determinada região - só depois os boletins seguem para o distrito da área. "Caiu (o número de esclarecimentos), mas antes também não era ideal", disse o diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap), Domingos Paulo Neto.

Na prática, acabam as centrais durante o dia e os 93 DPs da capital voltam a registrar flagrantes de sua área entre 8h e 20h, de segunda a sexta-feira. E a figura do delegado plantonista fica mantida apenas à noite. Das 20h às 8h, 27 DPs vão registrar os flagrantes de toda a capital. A secretaria anunciou ainda um concurso para suprir déficit de 440 vagas da Polícia Civil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.