Doze pessoas são presas por clonagem de cartões em SP

Suspeitos usavam vírus para infectar máquinas das lojas e copiar as informações dos cartões

Solange Spigliatti - Central de Notícias,

04 de junho de 2012 | 14h05

São Paulo, 4 - Doze pessoas foram presas nesta segunda-feira, 4, na Grande São Paulo, acusadas de participar de uma quadrilha que realizava clonagem de cartões de crédito e cartões de lojas utilizando vírus que infectavam máquinas usadas no comércio, segundo a Polícia Federal.

Cerca de 108 agentes da PF desencadearam a Operação Klon para cumprir 12 mandados de prisão preventiva e 27 mandados de busca e apreensão emitidos pela 4ª Vara Criminal Federal de São Paulo. As prisões ocorreram nas cidades de São Paulo, Taboão, Osasco, Carapicuíba e Barueri.

Segundo a PF, os suspeitos inseriam, com o auxílio de técnicos de informática, vírus nos computadores ligados aos caixas de estabelecimentos comerciais. Esses computadores recebem as informações dos equipamentos onde o comprador insere sua senha e são usados para registrar a venda e emitir o cupom fiscal. Uma vez infectada, a máquina passa a encaminhar, de tempos em tempos, os dados dos cartões e senhas dos compradores, sem que o grupo tivesse que voltar ao local.

Os presos, segundo a PF, compravam equipamentos eletrônicos e os anunciavam em sites de vendas pela internet. Eles também realizavam a compra de outros produtos, como cosméticos e bebidas, para a venda em lojas.

Tudo o que sabemos sobre:
clonagem de cartõescrimequadrilha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.