Doze municípios paulistas vão receber verba do PAC das Cidades Históricas

Doze entre 135 municípios paulistas com bens tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) vão participar do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) das Cidades Históricas, lançado em outubro. São estimados R$ 222 milhões de investimento em criação ou recuperação de bens históricos, desenvolvimento do turismo e preservação da memória.

, O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2010 | 00h00

Entre os municípios beneficiados estão Santo André, São Bernardo do Campo, São Luís do Paraitinga e Cotia. "É um planejamento para quatro anos", afirma o coordenador do PAC das Cidades Históricas em São Paulo, Leonardo Falangola. No total, serão realizadas 164 ações nesse período, com participação dos governos federal, estadual e municipal.

Cada projeto, depois de cadastrado e aprovado, poderá ser contemplado com verbas específicas de órgãos como os ministérios do Turismo ou das Cidades ou secretarias estaduais e municipais.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.