Dos 13 aeroportos da Copa, só seis têm autorização

Não são apenas os aeroportos paulistas que ainda não têm licença ambiental para começar as obras de expansão. Dos 13 terminais das 12 cidades-sede da Copa de 2014, só seis já obtiveram a autorização. Dos sete restantes, segundo a Infraero, quatro estão em "fase inicial" do pedido de licença e outros três permanecem sem previsão, pois dependem de dados do projeto.

Bruno Tavares e Diego Zanchetta, O Estado de S.Paulo

31 de julho de 2010 | 00h00

O que a estatal chama de "fase inicial" é, na verdade, um estágio anterior ao pedido de licença ambiental, que deve ser encaminhado aos órgãos estaduais de licenciamento. Embora os projetos básico e executivo já existam, a contratação dos estudos e dos relatórios de impacto ambiental (Eia-Rima) ainda não foi feita. A elaboração de um Eia-Rima para uma obra de médio porte não demora menos de três meses, segundo empresas especializadas ouvidas pelo "Estado". Estão nessa situação os Aeroportos de Confins (MG), Juscelino Kubitschek (DF), Fortaleza e Recife. Os três aeroportos mais "atrasados" (os projetos não estão nem prontos) são Cumbica, Cuiabá e Recife.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.