Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Doria terá 59% de subprefeitos filiados a partidos

Cruzamento entre os nomes anunciados por Bruno Covas (PSDB) e a relação no TRE constatou que 17 indicados para as futuras Prefeituras Regionais são tucanos

BRUNO RIBEIRO, DANIEL WETERMAN e FABIO FEITE, O Estado de S. Paulo

08 Dezembro 2016 | 03h00

SÃO PAULO - Mais da metade dos 32 subprefeitos escolhidos pelo prefeito eleito João Doria (PSDB) para sua gestão é filiada a partidos políticos. Cruzamento feito pelo Estado entre os nomes anunciados pelo vice Bruno Covas (PSDB) e a relação de filiação partidária no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) constatou que 17 indicados para as futuras Prefeituras Regionais são tucanos.

Na lista de filiados do PSDB que ocuparão o cargo, com salário de R$ 19.334,62 por mês, estão Luiz Carlos Frigerio (Aricanduva), Paulo Vitor Sapienza (Butantã), Heitor Sertão (Campo Limpo), Paulo Criscuolo (Mooca), Elard Biskamp (Parelheiros), Paulo Mathias (Pinheiros) e Eduardo Odloak (Sé).

Na relação ainda aparecem dois filiados a siglas da coligação que elegeu Doria: Amândio Martins (Ipiranga), do DEM, e Carlos Fernandes (Lapa), do PPS. Bruno Covas, que será o secretário das Prefeituras Regionais (atuais subprefeituras), afirma que os critérios para a escolha foram a formação acadêmica, a interlocução com a região e a disposição para executar as tarefas da gestão Doria 

Dos 32 indicados, três são mulheres: Rita de Cássia Corrêa Madureira (M’Boi Mirim), ex-funcionária da construtora Camargo Corrêa, a ex-deputada estadual Rosmary Corrêa (Santana), filiada ao PSDB, e Maria de Fátima Fernandes (Jabaquara).

Doria confirmou que a consultoria McKinsey & Company vai ajudar a Prefeitura na elaboração do Plano de Metas, mas negou se tratar de uma terceirização da tarefa. “A McKinsey já ajudou a Prefeitura de São Paulo, isso de terceirização não existe.” A sócia da McKinsey, Patrícia Ellen, vai ser nomeada por Doria como presidente do Conselho de Planejamento e Gestão, função consultiva não remunerada que Doria vai abrir nas 22 secretarias. O prefeito eleito não quis responder se a nomeação de Ellen causa conflito de interesses. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.