Werther Santana|Estadão
Werther Santana|Estadão

Doria diz que vai avaliar situação de cargos comissionados na Prefeitura

Análise tem como foco o cumprimento de promessa feita por prefeito eleito de reduzir custos

Daniel Weterman e Adriana Ferraz, O Estado de S. Paulo

17 de novembro de 2016 | 13h46

SÃO PAULO - Ao anunciar mais quatro secretários para sua gestão, o prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que vai avaliar todas as situações de cargos comissionados na administração municipal para cumprir sua promessa de reduzir custos e aumentar a eficiência. Ele apresentou nesta quinta-feira, 17, o empresário Paulo Uebel como secretário de Planejamento e Gestão.

"Vamos avançar na avaliação dos cargos comissionados, o objetivo de reduzir as secretarias de 27 para 22 não é só redução de custos, mas a otimização dos resultados", disse o prefeito eleito durante coletiva de imprensa.

Revisão. O empresário anunciado como secretário, que já foi presidente global do grupo empresarial Lide, fundado por Doria, falou que vai dar início a um processo de revisão de toda a administração na Prefeitura. "Vamos avaliar o padrão de compras da Prefeitura, negociar, contratar, fazer mapeamento de patrimônio público, criar um sistema de gestão para corrigir processos, evitar distorções, ter ganhos de economia e revisar todos os processos internos para ver se realmente estão adequados", disse Uebel. Ele negou que o fato de ter sido presidente do Lide gere conflito de interesse com a contratação de consultorias.

Sobre os cargos comissionados, Uebel afirmou que todas as secretarias vão revisar sua estrutura para verificar se é possível economizar recursos e aumentar o impacto de eficiência. "Não existe número (de cargos), isso pode mudar muito de secretaria para secretaria, tem várias áreas que podem (ser reduzidas), comissionados é uma delas."

Secretariado. Além de Uebel, outros três secretários foram apresentados por Doria nesta quinta. Jorge Damião, diretor de Relações Institucionais da TV Cultura, será o secretário do Esporte e Lazer.

Marcos Penido vai assumir a Secretaria de Infraestrutura, Serviços e Obras. Atualmente, ele é presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB) no governo do Estado. Para a pasta do Verde e Meio Ambiente, foi anunciado o nome do vereador Gilberto Natalini (PV), que foi reeleito no pleito de outubro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.